Viendo llover de vísperas

Imagen de previsualización de YouTube Todo o poeta, ou escultor, Todo o actor, ou escritor, Sonha um dia amar assim, Sonha ter alguém pra si. Todo o cantor, compositor Largava tudo por este amor Por um dia amar assim Por um beijo num banco de jardim. Mas o amor não é pra qualquer um, Ser artista não é uma vantagem. Os artistas amam um dia, Vendo o amor apenas de passagem. Quando o poeta sentir a dor, Da mais antiga história de amor, Só então vai entender Porque Inês amou até morrer.  Monasterio de Alcobaça. Luisa Sobral y Antonio Zambujo antes de un concierto. Un lujo. Melancolía en un día de lluvia.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *